Visita para poderes saber mais sobre mim ;)

quinta-feira, 15 de junho de 2017

7 REGRAS QUE PRECISA (MESMO) DE SABER SE GOSTA DE SEXO CASUAL

Aumenta nos meses de maior calor, altura em que as pessoas são mais desinibidas e estão mais abertas a novas experiências. Saiba, no entanto, que há erros que não pode cometer.




O sexo casual, que aumenta consideravelmente nos meses de verão e em períodos de férias, pode ser fantástico. Muitas pessoas gostam dele porque não implica compromisso, não obriga a organizações de agenda e implica (quase) sempre um misto de novidade, excitação e adrenalina. Mas, se quebrar uma série de regras, terá que sofrer as consequências. Estas são as que muitos especialistas comportamentais apontam.
Regra 1: As emoções estão proibidas
A primeira regra do sexo casual estipula que este não é nada mais do que sexo puro. Por isso, deve considerá-lo como tal. Quando estão envolvidas emoções, o prazer erótico pode transformar-se em sofrimento atroz pelo menos para um dos amantes, advertem psicólogos e terapeutas sexuais.
As pessoas sentem frequentemente amor e ciúme e todos sabemos que esta combinação pode ser extremamente perigosa. Quando o sexo casual se transforma em amor não correspondido, o relacionamento acaba mais tarde ou mais cedo porque não há interesse em prolongar o sofrimento. Além disso, a adrenalina do proibido também se esfuma.
Regra 2: Não pode haver compromissos
A segunda regra do sexo casual implica que não há compromissos, o que o torna distinto do sexo praticado dentro de um relacionamento. A regra de não haver compromissos permite que as pessoas envolvidas decidam ter um encontro sexual quando lhes convém e não estão limitadas a uma única pessoa.
Infelizmente, se ver o seu amante com outra pessoa, não tem o direito de se ficar zangada ou ciumenta. A sua relação com esta pessoa é aberta e sem quaisquer compromissos. Por isso, amantes raivosos e ciumentos não são bem-vindos a este jogo de engate e sedução. Não espere telefonemas constantes, não conte com mensagens carinhosas. Não espere fidelidade. Não espere receber pequenos presentes nem declarações de amor.
Regra 3: O superficial, por vezes, é bom
A terceira regra do sexo casual diz que, se a sua relação se baseia unicamente no sexo, há obviamente uma razão, boa ou má, para isso. Podem ser muitas razões. A razão mais óbvia para a vossa relação se basear unicamente em sexo é, claro, o seu potencial companheiro ou do seu parceiro. É, por isso, altamente desaconselhável ter encontros sexuais casuais porque os casos amorosos podem colocá-lo em situações extremamente desagradáveis.
Para além disso, não deve ultrapassar os limites e pedir ao seu amante para fazer algo que afete sua família. O ideal, se se conhecerem, será manter alguma discrição. Agora, deve provavelmente pensar nas razões para não ultrapassar esses limites caso sejam ambos solteiros ou não tenham nenhum relacionamento estável.
A situação é simples. Se o sexo é fantástico, porquê arruinar um relacionamento ao tentar transformá-lo numa amizade ou num relacionamento sério? Essa é a interrogação que, muitas vezes, surge. As pessoas ficam, inúmeras vezes, fascinadas em momentos de solidão pela ideia de transformar amigos do sexo em parceiros estáveis. Se isto acabar por revelar ser uma má ideia, poderá perder os dois.

Sem comentários:

Enviar um comentário