Visita para poderes saber mais sobre mim ;)

domingo, 23 de julho de 2017

Diretor da Red Bull Air Race afirma que "Porto é ainda hoje a etapa preferida do público e dos pilotos"

É oficial. A mais importante competição internacional de aviões regressa no início de setembro aos céus do Porto, dez anos depois da sua primeira aparação. A etapa que bateu sucessivos recordes de público entre 2007 e 2009 é, ainda hoje, e de acordo com o Diretor Geral da Red Bull Air Race, "a etapa preferida do público e dos pilotos".

Presente esta manhã na conferência de imprensa que oficializou o regresso da prova às cidades do Porto e de Gaia, o austríaco Eric Wolf manifestou "grande entusiasmo por este regresso da Red Air Race a Portugal", que aqui assinalará a 80ª prova em todo o seu historial".

O Diretor Geral da Red Bull Air Race, que considerou o rio Douro "um cenário único e verdadeiramente especial para esta corrida de alta velocidade a baixa altitude, mostrou-se convicto que "cada piloto e cada equipa tudo farão para ser coroados no Porto perante os aplausos de milhares de fãs. Mais do que um desafio, vai ser um enorme sucesso desportivo", afiançou.

Recordando a forte ligação que se estabeleceu entre o Porto e esta competição, o presidente da Câmara do Porto não tem dúvidas de este regresso "é uma grande conquista para a cidade, que vai a voltar a receber a prova em festa", até porque se trata de "um evento consensual e transversal a vários públicos, e que, além disso, causa muito poucos constrangimentos".

Rui Moreira elogiou, também, o consenso que se estabeleceu entre "promotores, autarquias, as entidades de Turismo e a CCDR-N" para que este regresso se viabilizasse "de uma forma sustentável", destacando o "enorme retorno económico direto que esta competição vai trazer à cidade, à região e a Portugal".


Já o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, considerou que "a Red Bull Air Race vai trazer a Vila Nova de Gaia e ao Porto a centralidade mundial através de um espetacular evento internacional", destacando a "verdadeira parceria estratégica" posta em prática para a realização do evento em Portugal. "O crescimento turístico das nossas cidades não é um dado adquirido. Deve ser acarinhado, alimentado com eventos como este, cujo retorno para a região é absolutamente inquestionável", afirmou.

O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, sublinhou, por sua vez, que "os números estão aí para confirmar a potencialidade turística de um destino: quase 7 milhões de dormidas no final de 2016 e a importância cada vez mais crescente deste setor para a economia nacional. Somos hoje, reconhecidamente, um palco de grandes eventos internacionais que nos trazem um retorno imensurável", apontou. "Ter no nosso território a Red Bull Air Race é a garantia de uma excelente promoção turística, que vai muito além dos milhares de espetadores que se esperam nas margens do Porto e de Vila Nova de Gaia". O presidente do Turismo do Porto e Norte disse ainda acreditar que o retorno da prova "na economia regional e nacional vai claramente ultrapassar o investimento público que vai ser feito".

Recorde-se que a Red Bull Air Race estreou-se em Portugal há precisamente dez anos, mantendo-se no calendário até 2009. Durante este período, bateu recordes sucessivos de público, sendo ainda hoje o evento desportivo de dois dias com a maior assistência de sempre em Portugal.

Entre o pelotão inscrito no calendário de 2017, há sete pilotos que já voaram sobre as águas do Porto em anteriores edições e dois subiram mesmo ao pódio: o norte-americano Kirby Chambliss e o australiano Matt Hall. No entanto, não há um único piloto no ativo que tenha conseguido alcançar aqui uma vitória.

Ao todo, serão 23 pilotos em representação de 15 países a competir na etapa portuguesa.

Além da novidade do Porto, o calendário de 2017 destaca-se também pelo regresso da etapa norte-americana de San Diego e pela estreia da capital russa dos desportos, Kazan. A despedida tem lugar em outubro, no lendário circuito de corridas de automóveis de Indianápolis, nos Estados Unidos da América.

A temporada de 2017 da Red Bull Air Race arrancou a 10 e 11 de fevereiro em Abu Dhabi, nos Emiratos Árabes Unidos, com um resultado histórico para o piloto checo Martin Sonka, que conquistou a primeira vitória da sua carreira, assegurando desta forma a liderança da classificação geral. 

CALENDÁRIO DA RED BULL AIR RACE 2017

10 e 11 fevereiro: Abu Dhabi (Emiratos Árabes Unidos)
15 e 16 abril: San Diego (Estados Unidos)
3 e 4 de junho: Chiba (Japão)
1 e 2 de julho: Budapeste (Hungria)
22 e 23 de julho: Kazan (Rússia)
2 e 3 de setembro: Porto (Portugal)
16 e 17 de setembro: Lausitzring (Alemanha)
14 e 15 de outubro: Indianápolis (Estados Unidos)


Sem comentários:

Enviar um comentário